Em caso de sinistro, o que a Seguradora cobre no veículo do terceiro?

Atenção ao contrato antes de contratar uma Seguradora
7 de agosto de 2020
acidentes-causados-por-falta-de-qualidade-no-reparo-do-automóvel
Os tipos de acidentes causados por falta de qualidade no reparo do automóvel e como evitá-los
20 de agosto de 2020

Em caso de sinistro, o que a Seguradora cobre no veículo do terceiro?

A contratação de uma Seguradora é uma questão muito válida e benéfica para alguns motoristas e proprietários de automóveis, sejam eles novos, ou usados. É ditado como um investimento que torna-se viável, principalmente quando trata-se de situações definidas como de alto “risco”, sendo elas: avenidas, ruas e estradas com históricos de colisões, batidas, acidentes e com uma segurança restrita.

Também viável para automóveis constantemente utilizados (de extrema necessidade diária por parte dos proprietários e usuários), incluindo também quando trata-se de automóveis que são utilizados para trabalho, como motoristas, Uber, Táxi, entregadores, ou mesmo meio de transporte para o próprio local de trabalho. 

São muitos os motivos, e as vezes particulares, para investir em Seguradoras. As mesmas são consideradas um suporte emergencial e protetivo para situações nos quais fogem do controle, que são inesperadas, e principalmente que não estão incluídas nas despesas do mês.

Dependendo da categoria da colisão, uma simples batida pode tornar-se uma grande dor de cabeça para o proprietário, devido a isso, para muitos é viável investir nesse tipo de suporte, visto que um automóvel é de extrema necessidade e carrega um alto investimento em seu patrimônio. 

Uma das situações mais complicadas, indelicadas e burocráticas, são quando esses acidentes e colisões, geram sinistros em automóveis de terceiros. Ou seja, quando há uma batida entre dois desconhecidos, e a responsabilidade de manutenção consiste em apenas um dos proprietários, e consequentemente todo o custo dessa manutenção.

E quando trata-se de motoristas que possuem Seguradoras, algumas podem ou não, cobrir esses amparos em sinistros de terceiros, para isso, é necessário entender o funcionamento da Seguradora, e principalmente o que está incluso na apólice. Em caso de sinistro, o que a Seguradora cobre no veículo do terceiro? 

Apólices de Seguradoras 

Primeiramente, antes de entender sobre o que será, ou não, incluso nos serviços de proteções e suporte de uma Seguradora, é muito importante definir o que serão inclusos nos serviços que serão solicitados pelo consumidor, que serão pagos e atentar-se nas cláusulas da apólice, pois será o contrato que estabelecerá todos os atendimentos.

A apólice é assinada pelo proprietário do veículo, e inclui dados, informações, perfil do proprietário, valores impostos pela Seguradora, o que está incluso para serviços, período de tempo, entre outras informações relevantes. 

Para a elaboração da apólice, há primeiramente uma análise realizada para posteriormente definir o perfil do contratante. O perfil baseia-se desde informações pessoais do (s) contratante (s) como gênero, faixa etária, classe social, particularidades, rotina dos usuários, quantas pessoas estão inclusas na apólice do proprietário, modelo do automóvel, dados estatísticos, possíveis situações que estão em risco e afins (desde colisões e batidas, até mesmo furtos e roubos), frequência de uso do veículo, entre outros. 

Posteriormente, serão definidos os serviços que serão oferecidos pela Seguradora, baseando-se neste perfil (no que pode acontecer baseado nas estatísticas), no atendimento de profissionais da empresa, e também, em opções que o proprietário pode escolher para incluir na apólice.

Mas, mesmo com os serviços definidos na apólice, existem alguns serviços e obrigações legais que devem ser respeitadas pela Seguradora, sendo eles: peças e produtos originais e com garantia, comprovantes, recall em caso de necessidade (se negado, sujeito a multa), manutenção realizada de maneira correta e legal, e de acordo com o que for estabelecido na apólice, a escolha de oficina credenciada, ou não. 

O que a Seguradora cobre no veículo do terceiro? 

Quando trata-se de atendimentos e serviços prestados pela Seguradora, todos são definidos e estabelecidos na apólice. A partir dela, os atendimentos são baseados. As coberturas são estabelecidas no momento da cotação do serviço, disponibilizando a opção atendimentos e manutenções para casos de sinistros, colisões e batidas em automóveis de terceiros, ou seja, outros automóveis.

Denominada de RCF-V (Responsabilidade Civil Facultativo de Veículos), é a categoria de serviços prestadas por uma Seguradora para atendimento em veículos de terceiros em situações de colisões e sinistros. 

Nestes serviços, são realizados os atendimentos e coberturas de acordo com o valor estipulado na apólice, os danos causados em outros automóveis, capaz de custear os consertos e manutenções, além de indenizações para os motoristas.

Para realizar a contratação desses serviços, os mesmos são disponibilizados de maneira exclusiva (sem a necessidade de contratação de um seguro para o próprio automóvel), ou mesmo que inclusos em um pacote. 

As categorias de serviços são organizadas em três opções. Danos materiais, danos pessoais ou corporais e danos morais. Os danos materiais incluem indenização e proteção em situações de colisões que causam algum dano material em veículos de terceiros (por exemplo, um amassado).

Os danos pessoais ou corporais indenizam e protegem situações a terceiros que causam lesões físicas, invalidez ou morte. Os danos morais indenizam e protegem danos morais, estéticos ou que prejudiquem terceiros, em situações de colisões e batidas. Podendo ser contratados as três categorias de serviços, ou o que for de escolha do contratante. 

As únicas restrições para que em caso de sinistro, a Seguradora realize os serviços em um veículo de terceiros são: os danos devem ser causados apenas pelo segurado, ou seja, pelo contratante dos serviços (se a Seguradora assegurar que o dano não foi causado pelo cliente, a mesma pode negar o serviço, alegando que o mesmo não foi responsável) e há um limite de indenização imposto na apólice, que não deve ser ultrapassado, para que então, possa ser realizado o atendimento. 

Conclusão 

Em caso de sinistro, o que a Seguradora cobre no veículo do terceiro? As coberturas e serviços realizados pela Seguradora, como já foi dito anteriormente, são estabelecidas no momento da contratação.

Só será incluso nos serviços, aquilo que foi imposto na apólice, no contrato do Seguro, de acordo com os pacotes já citados acima. Lembre-se que é muito importante analisar todos os fatos e situações futuras antes da contratação do seguro, pois, no momento de uma emergência, não há como solicitar serviços além da apólice. 

É muito válido apostar em serviços de Seguradoras que protegem e indenizam automóveis de terceiros, quando há uma batida, colisão, ou mesmo que acidente, que gerem um gasto exagerado em outros automóveis, é um investimento que no fim, torna-se um alívio.

Um exemplo, uma batida, amasso ou perda de peça em um modelo de veículo de alto valor, uma Ferrari por exemplo, pode tornar-se uma despesa desesperadora quando não há essa proteção. Investimento em Seguradora para terceiros é uma maneira de proteger seu bolso e evitar gastos emergenciais exagerados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *