O uso de peças originais é obrigatório no reparo de veículos segurados?

garantia de reparo de veículos
Garantia do reparo de veículo segurado. Quem é o responsável: a seguradora ou a oficina?
11 de julho de 2019
Corretor de seguro auto pode interferir na escolha do consumidor?
24 de julho de 2019

O uso de peças originais é obrigatório no reparo de veículos segurados?

Os consumidores estão cada vez mais preocupados com as condições de zelo e cuidado com os seus veículos, de forma que muitos optam por contratar um serviço de seguro, a fim de garantir uma proteção a mais para o seu veículo.

E por se tratar de um bem que requer um grande investimento, todo cuidado é pouco. Até mesmo na hora de realizar algum reparo.

O que muitos não sabem, é que há algumas condições que as seguradoras devem respeitar para a realização do conserto do veículo segurado. Dentre as várias dúvidas que apresentam, a maior delas é:

As seguradoras devem fornecer peças originais para realizar o reparo de veículo segurado?

Se você também tem essa dúvida e quer saber uma pouco mais sobre esse tema, é sua continuar a leitura deste post!

 

O reparo de seguro auto deve utilizar peças originais?

Segundo o que diz a norma estabelecida pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), órgão responsável pela regulamentação dos serviços de seguro, todas as empresas de seguros são obrigadas a utilizar peças originais nos reparos dos veículos.

E é importante ressaltar que o art. 70 da Lei nº 8.078/90 do Código de Defesa do Consumidor, salienta que o uso de peças genéricas ou usadas para os reparos de veículos, só pode ser feito caso o consumidor autorize.

Sendo assim, caso você sofra algum acidente com o seu veículo, ou este seja roubado e posteriormente encontrado, e precise de reparos ou trocas de peças, a seguradora é obrigada a arcar com estes reparos, utilizando peças originais.

 

Em quais circunstâncias a seguradora pode usar peças não originais?

Existem alguns casos em que a seguradora pode estar usando peças não originais, mas para isso é necessário que o consumidor esteja ciente desta condição.

Sabendo disto, a seguradora poderá vir a oferecer ao consumidor peças não originais, como usadas ou genéricas, no entanto, o segurado não é obrigado aceitar.

Mas em que circunstâncias a seguradora poderá usar peças usadas ou genéricas? Acompanhe a seguir as hipóteses deste uso.

Peças usadas: As peças usadas são sugeridas quando se trata de um veículo antigo, o qual há uma dificuldade maior para se encontrar peças originais. Neste caso, podem estar sendo utilizadas peças usadas em bom estado para o reparo.

Peças genéricas: Quanto as peças genéricas, estas podem estar sendo oferecidas como uma maneira do consumidor o custo do reparo.

É importante ressaltar que tanto o uso de uma, como a de outra, só poderá vir a acontecer se o consumidor autorizar a realização do reparado com estas peças.

Do contrário, aquele que ferir a escolha do consumidor, isto é, usar peças não originais no lugar de peças originais, estará sujeito a uma pena de detenção de 3 meses a 1 ano, com o pagamento de uma multa; como consta no Código de Defesa do Consumidor no art. 70 da Lei n.º 8.078/90.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *