Evite o “jeitinho brasileiro” no reparo do seu automóvel

Saiba como agir em um sinistro em que o motorista é recém habilitado
17 de fevereiro de 2020
Antes de contratar uma Seguradora, verifique o Ranking
27 de fevereiro de 2020

Evite o “jeitinho brasileiro” no reparo do seu automóvel

Evite o “jeitinho brasileiro” no reparo do seu automóvel

Ter o sonho de conquistar o carro próprio, junto dele a liberdade de ir e vir, a segurança e a comodidade está presente na vida da grande maioria dos brasileiros. Já é um grande obstáculo conseguir financiar e obter um carro que seja próprio, mas as questões à se preocupar não envolvem apenas o valor à ser pago, mas sim as necessidades que acompanham todos os motoristas.

Principalmente quando se é um recém motorista, as decisões a serem tomadas quando trata-se do seu automóvel podem ser complexas e confusas, a falta de experiência e referências pode ser um contratempo no dia a dia dos motoristas. Um carro sempre está propício a se envolver em problemas, principalmente levando em consideração que está em um ambiente movimentado, pavimentado e sinalizado como as ruas e estradas, no qual incluí centenas de terceiros motoristas.

Por isso é importante estar sempre informado e possuir referências de auxílio para momentos de necessidade e principalmente emergência. Nesse artigo você receberá dicas valiosas de como agir em situações imprevistas sem que isso se torne uma dor de cabeça, que seja uma situação no qual você tenha uma mente aberta e saiba os passos seguros e eficientes a serem tomados, além de descobrir o por que é importante evitar o “jeitinho brasileiro” durante o reparo do seu automóvel.

 

O “jeitinho brasileiro”

Todo cidadão brasileiro já ouviu a expressão “jeitinho brasileiro”, é um termo criado pelos próprios brasileiros para se tratar de situações que envolvem métodos de resolução e aplicação de maneira “incorreta”, ou que seja mais rápida (pulando etapas), que seja mais “fácil” (na visão de quem realiza), mas na sua grande maioria é feita de maneira antiética e imoral, além de em alguns casos ser considerada insegura. Pode ser aplicada em qualquer situação no qual o sujeito pretende resolver logo e ser “ágil”, principalmente quando se trata de reparo de automóveis.

Algumas Oficinas tendem a se aproveitar da falta de informação, fragilidade e ansiedade de alguns motoristas durante um reparo de um automóvel e aplicam métodos de restaurações e consertos de maneira incorreta e ilegal, ou até mesmo aplicam altos preços para situações mais básicas. O “jeitinho brasileiro” também pode acompanhar os próprios motoristas quando trata-se do reparo do próprio automóvel, quando o mesmo tenta economizar, poupar gastos e reparos necessários por pura escolha e tenta resolver de maneira diferente. Mas, quais as reais consequências do “jeitinho brasileiro?”

  • Imprudência: Quando uma situação necessita de uma atenção, cuidado e um reparo maior, e não possui de fato essas retratações, torna-se uma imprudência, no qual não recebe o que está necessitando e tende a piorar uma situação que poderia ser resolvida de maneira diferente;
  • Precipitação: Agir de modo desesperador e precipitado pode ser um gatilho a utilizar técnicas de “jeitinho brasileiro”, mas, quando trata-se de um automóvel (sua própria segurança), é necessários que as situações sejam analisadas corretamente e que sejam aplicadas os reparos corretos. Se precipitar pode até resolver no momento, mas pode a longo prazo tornar-se uma grande bola de neve, trazendo maior prejuízo;
  • Ilegalidade: Nem sempre aplicar o “jeitinho brasileiro” no reparo do seu automóvel está dentro da lei. Muitas Oficinas tendem a burlar os Direitos do Consumidor e se aproveitam da ausência de informação dos mesmos para aplicar reparos de maneira incorreta, cobrar por serviços sem realizá- lo por completo, ou qualquer situação que tenha os seus direitos anulados. Por isso tenha sempre noção do que irá pagar e do que deve ser realizado pelos direitos do consumidor, acompanhe todos os procedimentos e se necessário entre em contato com órgãos especializados em proteção dos direitos do consumidor;
  • Segurança: Como já foi dito anteriormente, o seu carro durante parte do dia e noite está presente com seu corpo e consequentemente está inteiramente ligado com a sua segurança, devido a isso deve ser considerado o principal motivo para que o reparo do seu automóvel seja realizado de maneira eficiente e rigoroso, pois pode influenciar a sua própria vivência. Seja paciente e procure uma Oficina que seja honesta e ética, a fim de garantir qualidade, seja firme com a sua segurança.

 

O que fazer então?

Primeiramente é necessário que haja uma seriedade no próprio motorista para que ele mesmo não caía na ideia de que há vantagens em aplicar o “jeitinho brasileiro” no reparo do seu automóvel. É tentador saber que existem alternativas mais rápidas e principalmente econômicas para resolver seu problema, mas é importante analisar se serão legais, eficientes e de qualidade, pois trata-se da sua própria segurança nas ruas.

Tenha uma Oficina de confiança para que você seja atendido de maneira correta, para que os reparos sejam feitos com qualidade e tragam a segurança quando estiver finalizado. Automóveis estão sempre dispostos a necessitar de reparos, por isso esteja sempre preparado e tenha referências de estabelecimentos que podem atender seus pedidos e a necessidades do seu carro. Caso necessário, contrate uma Seguradora de confiança, para situações de emergências e extrema necessidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *