Cuidado com os “espertinhos”. Fique atento aos seus direitos!

O foco da Seguradora é no conserto?
6 de março de 2020
Quais as responsabilidades que um motorista deve ter?
17 de março de 2020

Cuidado com os “espertinhos”. Fique atento aos seus direitos!

Cuidado com os “espertinhos”. Fique atento aos seus direitos!

Ter a esperança e principalmente o foco de possuir um automóvel próprio, nos perfeitos detalhes e de qualidade, é um sonho que está presente na maioria dos brasileiros. Entretanto, é uma situação delicada que deve ser bem pensada e analisada, pois envolve algumas questões que devem ser programadas cautelosamente para que o sonho de ter a liberdade nos volantes não seja prejudicado por imprudência e erros.

Possuir um carro é abrir caminho para uma relação com o trânsito, e com desconhecidos que vão dividir esse ambiente com você em inúmeras situações e a todo o momento. Por isso, estar preparado para lidar com X casos que podem vir a acontecer é importante, pois torna o momento mais tranquilo e pelo fator principal de você estar ciente de como agir, sem sofrer pressão, golpe, ou ser prejudicado.

Mesmo que não se trate apenas de carros, mecânica e trânsito, ter conhecimento sobre seus direitos como cidadão e principalmente seus direitos como consumidor, deve ser uma obrigação para evitar de cair em ciladas e golpes. Estar com a noção de seus direitos na ponta da língua vai ser o fator principal que irá te proteger, e além de tudo proteger seus investimentos.

 

Mas como estar sempre preparado?

 

Neste artigo iremos listar os principais direitos do consumidor para te auxiliar em situações de extrema necessidade. Mas, antes de trazer a listagem, vamos trabalhar algumas dicas infalíveis para bloquear qualquer início de golpe vindo dos “espertinhos”.

Primeiramente, procure agir com a razão. Ou seja, caso venha acontecer alguma emergência ou situação que esteja fora de controle, procure respirar fundo e focar em utilizar a sua razão, se acalmar para que a emoção não tome conta da situação, pois quanto mais vulnerável se encontra, mais aberto a ser influenciado e ser prejudicado você estará sendo. Demonstre para os envolvidos que você está tranquilo e ciente de como agir.

Procure conversar com clareza e tranquilidade. Evite discussões precipitadas e criar confusões com pessoas que a longo prazo poderão estar envolvidas em situações burocráticas e cansativas. Por isso estabeleça uma conversa com calma, clareza e procure sempre estar centrado, pois é a situação vai requerer essas atitudes.

Esteja sempre com suas documentações e do automóvel em mãos. Possuir a documentação é garantir que uma pequena parte burocrática seja resolvida em instantes, além de estar dentro das normas de trânsito (sempre possuir a documentação do carro).

Caso seja possível, tenha uma Seguradora. O papel da Seguradora é ser um investimento constante para que em situações de emergências você possua um auxílio e não seja prejudicado por espertinhos, pois afinal, a empresa será responsável por qualquer necessidade que o seu carro venha a possuir. Mas, ainda sim, esteja sempre ciente dos seus direitos, até mesmo no que você deve ter pela Seguradora e também nas Oficinas envolvidas.

Vamos agora citar os principais direitos dos consumidores que você deve reivindicar quando sentir a necessidade ou perceber que está prestes a sofrer um golpe.

 

Direitos dos Consumidores

 

  • Acesso a Justiça: Todo consumidor que adquire um serviço ou produto, possui direito garantido por lei de acionar a justiça caso haja uma violação de seus direitos, ou que esteja havendo erros e golpes na performance do serviço ou do produto;
  • Informação: Antes e depois de adquirir qualquer serviço ou produto, o consumidor deve estar ciente de todas as informações que envolvem o mesmo e a compra, preços, promoções, funcionalidades, não funcionalidades, validade, observações, tudo;
  • Liberdade de escolha: O consumidor possui a liberdade para escolher, sem que haja pressão, chantagem, influência, ou qualquer forma de manipulação. A ação deve ser totalmente do consumidor para o vendedor;
  • Proteção contratual: A lei protege cláusulas estabelecidas no contrato de obtenção de um produto ou serviço, sendo então quando as mesmas não são obedecidas ou são abusivas, as cláusulas podem ser anuladas e ou alteradas pelo Juiz;

 

  • Propaganda enganosa ou abusiva: A propaganda é uma importante conexão que o consumidor tem com o produto ou serviço, é o primeiro contato direto, primeira impressão. Mas, isso significa que deve ser manipulado, é direito do consumidor reivindicar aquilo que a propaganda oferece, não menos que

Por fim, esses são os principais e básicos direitos presente para serem acionados pelos consumidores, em caso de imprudência. Mas, caso não sejam respeitados quando solicitados, lembre-se que o Procon (Órgão de Instituto de Defesa do Consumidor) está sempre disponível para ser acionado para agir e tentar resolver o problema causado ao consumidor, e em casos extremos, a própria Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *