O que fazer quando a minha Seguradora está com práticas ABUSIVAS?

A escolha final é sempre a do dono do veículo!
6 de maio de 2020
Quais os direitos do consumidor que irá comprar seu primeiro veículo?
19 de maio de 2020

O que fazer quando a minha Seguradora está com práticas ABUSIVAS?

O que fazer quando a minha Seguradora está com práticas ABUSIVAS?

 

O aumento do consumo de carros tornou esse mercado atrativo e, infelizmente, repleto de armadilhas. Para garantir a segurança, surgem os serviços das seguradoras. Nunca se sabe quando exatamente se precisará do seguro e esse o maior perigo desse serviço. Porque só realmente conhecemos a seguradora quando a utilizamos.

Infelizmente, nem sempre conseguimos reconhecer práticas abusivas. E, apesar do respaldo de agências reguladoras, nem todas as empresas são sérias na hora de fazer valer a lei.

Para algumas pessoas, as práticas já são tão comuns, que nem ao menos são reconhecidas. Por isso, listamos algumas ações que podem afetar diretamente o seu serviço e são consideradas abusivas.

Mas, antes, vamos entender um pouco como é feito todo o processo para calcular o seu seguro.

 

O que é um seguro?

Existem diversas modalidades de contratação de seguros, algumas feitas de forma completamente online. Geralmente se coleta ao máximo informações sobre o veículo como data de lançamento, modelo, sinistros, entre outros. Dessa forma o software utilizado consegue calcular com precisão a possibilidade do segurado necessitar do serviço.

Se você tiver um histórico de sinistros, mesmo em caso de desastres naturais, seu seguro pode sim ser mais alto. Até mesmo o sexo do condutor influencia no valor do seguro, já que homens costumam se envolver mais em acidentes.

É importante sempre ler as cláusulas, porque nem todas as modalidades cobrem desastres naturais, por exemplo. Saiba o que é mais importante para você e contrate o serviço mais completo dentro dessas necessidades.

Quando ativado, o seguro irá cobrir gastos de reparos, podendo chegar ao valor do automóvel, em caso de roubo, por exemplo.

 

Práticas abusivas

Existem diversas práticas abusivas dentro do mercado automotivo. Reconhecê-las nem sempre é fácil. Uma delas é negar a contratação do serviço para moradores de áreas perigosas. O artigo 39, do Código de Defesa do Consumidor proíbe a negação de serviços e bens, desde que o consumidor esteja disposto a pagar.

Entretanto não há nada que regule os valores praticados por essas empresas. Mesmo sendo valores surreais os aplicados a moradores dessas regiões.

Outra prática considerada ilegal é a falta de indenização em caso de perda total. O STJ  definiu que o cálculo da indenização deve ser feito pela época do sinistro, não da liquidação do valor.

A renovação do contrato sem a solicitação do consumidor e cancelamento automático por inadimplência são ilegais. O consumidor deve ser avisado e questionado anteriormente em ambos os casos.

 

O que fazer em caso de práticas abusivas?

Após apurado que seu serviço está tendo práticas duvidosas é necessário contatar o Procon. A partir de uma consulta com um advogado, é possível definir que caminho seguir e iniciar um processo.

Muitas vezes optamos por pular a burocracia e simplesmente cancelar o serviço. Mas, quando fazemos isso, normalizamos essas práticas. Sempre que surgir uma dúvida, é preciso consultar um advogado ou o Procon. Não deixe de buscar seus direitos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *