Qual a validade dos acessórios dos veículos?

Quais os direitos do consumidor que irá comprar seu primeiro veículo?
19 de maio de 2020
Por que deve-se evitar andar com a marcha em ponto morto?
2 de junho de 2020

Qual a validade dos acessórios dos veículos?

Qual a validade dos acessórios dos veículos?

É sempre uma questão a ser válida, informações prévias e mesmo que básica sobre as mais variadas áreas do conhecimento. Descobrir e investigar mitos, ensinamentos, e obter as mais variadas informações é sempre relevante quando trata-se de convívio, utilização, rotina, e necessidade de algo. Com automóveis, mecânica, legislação e demais, referentes a veículos, não seria diferente. O ato de dirigir, ter liberdade e controle nas mãos, pode ser mais que só o ato em si, mas deve englobar um vasto conhecimento e noção, sobre todos os setores que envolvem o mesmo.

Mas, isso trata-se de qualquer área, não seria diferente com tais situações que no qual qualquer pessoa que esteja apta a utilizar um veículo está designada. Situações que envolvem segurança, mecânica, legislação, e principalmente, elementos que envolvem o funcionamento estável e contínuo do seu automóvel, sendo mais específica, as peças que estão presentes na parte toda do veículo, desde o processo de compra, funcionamento, qualidade, originalidade, direitos do consumidor, golpes mais comuns, e uma das mais importantes, a validade das peças.

O conhecimento é uma forma de preparar e garantir uma melhor abordagem e atuação do motorista, tanto quando trata-se da situação em um imprevisto, tanto para lidar com a Oficina, Seguradora, mecânicos, fornecedores, entre outros. Estar ciente e preparado, garante que o problema seja resolvido de forma legal, tranquila, evitando burocracia e erros comuns que acompanham pessoas desinformadas e “despreparadas”, dentre elas, peças vencidas e pirateadas. Mas calma! Neste artigo serão abordadas as principais informações necessárias e um conhecimento breve sobre peças e suas composições.

 

O que são acessórios dos veículos?

Os acessórios, ou mesmo que peças presentes no veículo, são as partes que envolvem o funcionamento geral, a necessidade, do carro, mas também incluem objetos para estética, modelos, coleções, dentre outros. Alguns são de extrema necessidade para que haja o desempenho normal, e mais especificamente, influenciados pela legislação (como acessórios e peças de segurança que estão presentes).

Os acessórios podem ser capazes de garantir melhor desempenho e conforto do próprio motorista, podendo melhorar: segurança, velocidade com melhor desempenho, diminuir consumo exagerado de combustível, valorização de veículos (maioria antigos) no mercado, segurança, e um dos mais notáveis, o entretenimento.

É importante exemplificar alguns exemplos de principais acessórios presentes e, que sejam de extrema necessidade, para um automóvel padrão, além de claro, incluir os de interesse e opção particular de cada motorista. Segue alguns exemplos de acessórios, necessários ou opcionais:

  • Calhas para carros: São acessórios que devem ser utilizados acompanhando as vidraças do carro, com a mesma funcionalidade de calhas de telhados, evitar a aglomeração de água das chuvas, ou mesmo da limpeza semanal;
  • Protetores: Os protetores são acessórios utilizados na parte dianteira e traseira do automóvel, a fim de atuar como uma proteção contra estragos e danificações no para-choque, visto que o mesmo é o principal atingido em batidas e colisões;
  • Aerofólio: Podendo também ser utilizado na parte traseira ou frontal do veículo, possui a funcionalidade de garantir maior dirigibilidade e estabilidade em situações de alta velocidade e até descontrole;
  • Extintor de incêndio: Como foi dito anteriormente, é um acessório de extrema necessidade, legalmente necessário. Obviamente, os extintores devem estar disponíveis no interior do automóvel, de fácil utilização, para situações de incêndios e afins;
  • Airbags: Assim como o extintor, os airbags são itens da atualidade, que tornaram-se uma necessidade, e muito requisitados por motoristas, para a própria segurança, atuando como uma proteção do motorista em situações de colisões muito fortes e precisas;
  • Cinto de Segurança: Assim como os extintores, os cintos de segurança são acessórios de extrema necessidade, ausência sujeita a multa e até perda da carteira;
  • Rodas;
  • Tapetes e Carpetes: São estes exemplos de acessórios que são escolhidos e opcionais de cada motorista, mas, que de certa forma, são consideradas uma necessidade válida.

Enfim, agora com alguns exemplos básicos sobre acessórios que pertencem aos carros, como uma necessidade, ou por alternativa pessoal, estão sempre presentes e recomendados na maioria das Oficinas e lojas Mecânicas. Mas, um detalhe que pode ser esquecido e, a longo prazo, torna-se um detalhe irritante e problemático, são as validadas que alguns desses acessórios apresentam, que em muitos casos, são esquecidas pelo consumidor, ou mesmo que ignoradas pelo fornecedor, vendedor, etc.

 

Quais as principais validades dos acessórios de produtos?

Alguns acessórios são considerados mais “tranquilos” e acessíveis quando trata-se da sua validade, possuem um “ciclo de vida” maior e despreocupam os motoristas, mas, em contrapartida, alguns possuem esse detalhe muito importante e que deve ser ressaltado. Veja alguns acessórios que possuem a validade estabelecida desde sua produção.

O principal item, que já foi citado anteriormente, é o Extintor de Incêndio. O extintor possui um prazo de validade estabelecido em 5 anos, desde a sua finalização, mas, isso aplica-se apenas se o mesmo não for utilizado. Se for, é necessária a compra de outro imediatamente. Assim é também quando trata-se dos Estepes, os mesmos possuem uma validade de 5 anos, devido a degradação e utilização continua do mesmo.

As baterias são detalhes que possuem uma atenção especifica quando envolve a sua validade, que pode ser variado por marca, qualidade da peça, entre outros. Algumas podem durar 2 anos, 5 anos, e por ai vai, é sempre importante pesquisar sobre o modelo que está utilizando e fazer constantes vistorias, sempre analisando a validade da mesma.

 

Como saber a validade?

São inúmeros acessórios e peças que possuem variadas validades, e com isso pode tornar-se confuso, mas, com uma básica orientação, é fácil marcar e estar preparado para reposição das mesmas. Uma forma básica é estar ciente de tudo que faz parte do seu automóvel, quando trata-se de um novo, pedir um relatório com peças e tudo documentado, sobre validade e necessidade, ou mesmo que já possua o veículo, quando for o momento de trocar, marcar então e deixar explícito quando deverá ser a próxima troca.

Essas informações são adquiridas por meio de documentação de garantia, nota fiscal, orientação da mecânica e oficina responsável, ou o fornecedor daquela peça ou acessório. Para isso, sempre que trocar uma peça, ou receber de um automóvel novo, organize as datas e esteja ciente sempre que atingirem esse prazo. Caso seja interrompido antes do que é validado, procure uma Oficina, investigue o problema e garanta que a data oficial de validade seja seguida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *