Como identificar se as peças utilizadas em seu automóvel são de qualidade

Como evitar cair em golpes?
23 de junho de 2020
Como escolher as melhores peças de reposição para o seu veículo
9 de julho de 2020

Como identificar se as peças utilizadas em seu automóvel são de qualidade

Possuir um automóvel próprio é categorizado como um dos sonhos da maioria das pessoas, muitas incluem-se em prestações e altos investimentos para realizar a compra e então usufruir de toda liberdade, autonomia e realização material pós obtenção do mesmo.

Mas, ainda sim, um automóvel é seguido de constantes preocupações e necessidades referentes a seguradoras, manutenções, mecânica e também das legislações e documentações da rotina. O proprietário necessita de alguns conhecimentos, mesmo que básicos, para lidar com toda burocracia e manutenções que um automóvel necessita, isso ainda, sem se prejudicar e causar um prejuízo, visto que muitas vezes não trata-se apenas do financeiro, mas sim, de fatalidades.

Mas, com muita orientação, paciência e atenção, é possível obter todas as necessidades que o mesmo venha a obter, de maneira benéfica, correta e até econômica. É importante receber orientações de conhecidos, familiares, especialistas (indicado mais de uma opinião) e um dos mais acessíveis e práticos meios de informação, a internet. 

Neste artigo serão abordadas orientações e informações referentes a maneiras e auxílios para identificar péssimas performances de atendimento, funcionalidade de peças, e principalmente, as que não possuem qualidade para utilização em seu automóvel.

Além de orientações referentes à Direitos dos Consumidores, quando trata-se de problemas pós obtenção e utilização de uma peça de péssima qualidade. 

Escolher a Oficina influencia na performance correta da peça? 

A escolha de uma Oficina que oferece a peça, realiza a manutenção e aplicação da mesma em seu automóvel, tem muito peso e responsabilidade na própria performance da peça, já aplicada em seu carro.

Por isso, é importante que seja escolhida e definida com muita atenção e orientações, pois, caso a mesma ofereça a peça, todas as responsabilidades devem ser da Oficina e do fornecedor, que forneceu e aplicou.

Se a Oficina for irregular, ilegal ou mesmo que não atingir as normas corretas de aplicação de peças, as mesmas tendem a possuir um desempenho irregular, não atingirem a qualidade esperada e principalmente paga. 

Primeiramente, peça opiniões e referências de conhecidos e familiares que já possuem experiência, principalmente quando trata-se do mesmo modelo de automóvel, com isso, será mais fácil e garantido o tratamento e qualidade esperados.

Mas, caso não seja possível, a internet é um meio muito eficaz de propagar a publicidade e propaganda de qualquer setor no mercado. Com isso, faça uma pesquisa sobre Oficinas residentes na sua região, veja as referencias de comentários e criticas que a mesma possui, analise o portfólio (os resultados), veja posicionamento que a mesma possui no Google, e analise meios de comunicação como sites e redes sociais.

Quando definir, faça uma visita e oriente-se sobre as necessidades do seu automóvel. 

Como identificar péssima performance em atendimentos e profissionais? 

Primeiramente, antes mesmo de identificar as funcionalidades e qualidades das peças no momento posterior a compra, é viável identificar problemas e falhas antes mesmo da performance da peça, com isso, evitará além de prejuízos financeiros e riscos à acidentes, também toda a burocracia que acompanha os Direitos dos Consumidores, que apesar de serem favoráveis aos consumidores (quando os mesmos então regularizados com suas obrigações) ainda sim trata-se de muita burocracia e tempo para receber reembolso ou indenização.

Como em qualquer setor de serviços da sociedade, a mecânica tende a estar cogitada a possuir “profissionais” e proprietários que agem de má fé, desde a oferecer produtos sem qualidade em performance, elevar absurdamente o preço de um produto, serviço ou peça, até oferecer peças falsificados, por preços de peças originais (no qual tende a ser especificado o uso principalmente para automóveis de recém lançamento).

Mas, existem alguns erros e alguns sinais vitais nos atendimentos e serviços que a maioria (dos ilegais) tendem a praticar, que alegam sua irregularidade e ilegalidade. Fique atento a essas dicas. Primeiramente, é importante identificar situações básicas desde o primeiro contato, primeiro atendimento.

Uma Oficina que possui segurança, que é regular com seus compromissos e serviços, não possui seus funcionários e profissionais completamente dispersos, que não orientam e respondem todas as dúvidas e questões dos consumidores, “perdidos” em atendimentos, desorientados e principalmente antiéticos.

Além de tratar também o ambiente como prioridade, pois lá serão realizadas as manutenções e cuidados com os automóveis, então devem despertar confiança, segurança, higiene, entre outros, por meio de organização, limpeza e setores definidos. Já no próprio atendimento, deve ser realizado de maneira ética, honesta e transparente.

As necessidades do carro devem ser citadas de maneira a que o proprietário possa escolher o local de atendimento, possa ter conhecimento das peças e principalmente nas variações de valores e performances, além de solicitar documentações legais, como garantia e recibos. O motorista deve acompanhar todos os processos de manutenção e obter conhecimento de todos os métodos utilizados.

Uma Oficina que é irregular com seus compromissos e suas peças, não providencia esse tipo de atendimento, apenas realiza a “manutenção” e entrega o veículo. 

As peças do automóvel serão de qualidade? 

Analisar o desempenho e qualidade que uma peça aplicada em seu automóvel possui, não é uma tarefa impossível, com algumas dicas e informações básicas é possível compreender os defeitos e irregularidades que peças falsas e incorretas possuem. 

Primeiramente, obtenha referências através da internet, de como a peça é visualmente, como é sua aplicação e como seu desempenho é realizado, com as referências, é possível notar quando a peça é regular ou falsa. Faça uma inspeção se a mesma possui rebarbas, imperfeições, manchas, riscos, partes faltando, falhas, e principalmente, se é de uma marca conhecida e que seja aplicável no seu automóvel (muitos modelos necessitam de peças específicas). 

A certificação, nota fiscal e principalmente garantia (em peças de longo tempo de uso), são documentações extremamente necessárias e pontuadas para identificar peças irregulares e falsas. Quando os documentos e garantia não são fornecidos pelos mecânicos, ou mesmo que fornecedores, é um sinal claro que a peça não possui qualidade e segurança para ser aplicada em automóveis. 

Um detalhe importante, é analisar o número de série (se a peça possui), que é responsável para garantir a assistência oferecida pela fabricante, o mesmo encontra-se impresso na superfície da peça. 

Por fim, mas não menos importante, é importante analisar se a peça possui violações, caixas abertas e rasgadas, se possuem número de lote de origem, selos e código de barras (devem possuir CNPJ e endereço da fabricante na caixa e documentações), e caso contrário, são peças falsificadas e irregulares.

O preço também é um detalhe a ser analisado, peças que são responsáveis por muito desempenho (de uso a longo prazo) estarem em preços muito baixos, é um sinal a ser analisado. Com paciência e atenção, é possível livrar-se de burocracias, prejuízos e golpes referentes a peças para seu automóvel. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *