8 mitos e verdades sobre a Revisão Automotiva

Qual-a-diferença-de-corretora-e-seguradora
Qual a diferença de corretora e seguradora?
29 de outubro de 2020
Qual-a-diferença-entre-corretora-online-e-tradicional
Qual a diferença entre corretora online e tradicional?
12 de novembro de 2020

8 mitos e verdades sobre a Revisão Automotiva

mitos e verdades sobre a Revisão Automotiva

Possuir um automóvel próprio, fruto de seu esforço, trabalho e  investimento, impulsiona sentimentos de liberdade, autonomia, segurança  própria e realização pessoal, entretanto, não são só de benefícios e  aproveitamento que vive um veículo. 

Veículos assim como qualquer objeto que  “trabalha” constantemente, e carrega responsabilidades, necessita de seus  cuidados, atenção e cautela por parte do proprietário, para que futuramente, não  gere um problema maior. 

Para a estabilidade de um automóvel (e consequentemente do motorista  e proprietário), é necessário que o mesmo esteja corretamente em dia com as  documentações, pagamentos, e tudo que trata-se da legislação, visto que pode  gerar uma multa alta e em determinados casos, a perda da Carteira de Motorista.  

Além de claro, é fundamental garantir a manutenção constante do veículo e suas  peças, não apenas quando é nítida a necessidade.  

Também denominada de Revisão Automotiva, a manutenção possui extrema importância para o funcionamento correto e preservação de peças do  veículo, visto que, se o mesmo possuir suas manutenções (revisões) corretamente, a tendência de evitar danos maiores, ou permanentes por conta  de uma revisão tardia, será menor, em comparação a um veículo que  simplesmente teve sua “parada”, ou mesmo que um problema visível.  

O que é e do que se trata uma “Revisão Automotiva”? 

Como foi citado anteriormente, a revisão automotiva é um sinônimo para  manutenção, ou seja, trata-se das manutenções preventivas, que são realizadas  sem um motivo explícito ou específico, mas sim, para averiguar as peças, revisão  do óleo, motor e o funcionamento geral do veículo. 

Pode ser feita em intervalos  de acordo com a opção do próprio motorista, ou mesmo a partir de uma indicação  do mecânico de confiança ou fabricante. Para entender sua importância, é válido comparar com o próprio corpo  humano. 

Assim como é importante fazer exames e consultas de rotina, para  averiguar o estado do corpo, investigar algo e garantir a saúde estável, é  importante para o veículo averiguar todo o funcionamento e necessidades que o  mesmo pode vir a ter. 

Mesmo que não seja uma necessidade exposta, a longo prazo pode tornar-se um problema, e até impulsionar mais gastos, o que poderá  ser evitado caso haja revisões automotivas.  

Vantagens em realizar a revisão automotiva  

Alguns motoristas possuem uma visão de que uma revisão automotiva  pode ser um “gasto” fora do necessário, um “gasto” sem um motivo específico.  

Existe a possibilidade da revisão chegar ao resultado de que o veículo está em  perfeitas condições de funcionamento e as peças estão corretamente inseridas  e válidas para o uso. 

Mas, é apenas uma das possibilidades, não é uma garantia,  como o próprio nome afirma, é uma revisão, é um método de garantir qualidade  e evitar imprevistos. 

Mas, para exemplificar melhor as vantagens, a revisão automotiva:  mantém as peças com qualidade em funcionamento, aumenta o ciclo e qualidade de “vida” dos pneus (uma vez que a manutenção irá averiguar qualquer necessidade e qualquer imprevisto), garante uma economia em gastos do  combustível (visto que o funcionamento irregular de algumas peças podem  causar um gasto a mais de combustível, pedindo uma maior demanda de  abastecimento e consequentemente, maior gasto), entre outros pontos. 

Garante também uma vida útil de peças que relacionam-se com água,  óleo, sensores térmicos, entre outros. Além de um ponto importante, inspecionar  as peças traz a garantia de um melhor funcionamento do veículo e  consequentemente, gera uma maior segurança para o motorista, pois um veículo  com suas manutenções realizadas corretamente, garante segurança, evita  acidentes, colisões e problemas realizados por conta do funcionamento incorreto  do veículo.  

8 mitos e verdades sobre a Revisão Automotiva 

Assim como qualquer ramo de conhecimento, a área mecânica possui  seus mitos, suas verdades, e questionamentos por parte dos motoristas.  

Entretanto, é importante desvendar esses mitos e entender o que é considerado  verdade, ou seja, o que é válido como informação, tanto para motoristas, tanto  como um conhecimento básico para qualquer indivíduo. 

Mitos sobre a revisão automotiva 

1. Automóveis só necessitam de revisão quando demonstram  necessidade

Mito! O principal erro cometido por grande parte dos  motoristas é esperar para realizar revisões e manutenções quando o veículo  realmente interromper o funcionamento básico ou causar problemas (dentre  eles: acidentes, colisões, peças quebradas, entre outros). 

Alguns problemas  são silenciosos, não demonstram nitidamente serem problemas, mas em um  momento de estopim, podem gerar problemas mais caros e mais difíceis de  serem resolvidos.

2. Carros novos e seminovos não necessitam de revisão em um período de 3 anos

Mito! Independente de serem veículos novos ou seminovos,  ainda são máquinas, que possuem peças que funcionam constantemente e  necessitam de manutenções, pois mesmo que sejam novas, ainda funcionam  da mesma maneira que qualquer outra peça. 

A revisão garante uma maior  qualidade no funcionamento do veículo, e para os novos, garante um ciclo  maior de “vida” do veículo.

3. Não existe tolerância para medir a quilometragem antes da revisão

Mito! De acordo com os profissionais da área, é importante que as revisões sejam realizadas a cada 10 mil quilômetros rodados, independente das  circunstâncias. Esse número é medido pelo que é “gasto” nesses  quilômetros. 

4. A temperatura alta não influencia na calibragem dos pneus

Mito! Para  um melhor resultado e uma avaliação mais eficiente, é muito importante que  os pneus estejam frios no momento da calibragem. Quanto mais quente,  maior a compensação para calibrar.

Verdades sobre a Revisão Automotiva

1. O nível do óleo deve ser checado com frequência

Verdade! Mesmo  que seja uma informação sempre pertinente para a área de mecânica e  motoristas no geral, é sempre um conhecimento que deve ser ressaltado.  

É muito importante sempre checar o nível de óleo, no mínimo uma vez  por semana. Com isso, há uma contribuição maior para uma melhor vida  útil do veículo, além de garantir a lubrificação.

2. É necessário substituir o fluido do freio a cada 20 mil quilômetros

Verdade! Quando o fluido do freio não é substituído no período correto,  pode gerar oxidação (ou seja, ferrugem) nas peças internas, dentre elas  os cilindros.

3. É necessária a higienização do ar condicionado automotivo

Verdade! Assim como aparelhos de ar condicionado instalados em  ambientes fixos como casas e apartamentos, o ar condicionado do veículo  necessita de manutenções para garantir uma higienização e melhor  funcionamento, quanto maior a rota de terra e poeira, maior a necessidade  de limpeza.

4. Revisão Automotiva pode ser um fator de economia

Verdade! Em  algumas situações, as revisões automotivas quando feitas corretamente,  garantem uma melhor qualidade no ciclo de vida do veículo, garante um cuidado com as peças e evita gastos repentinos ou perdas maiores geradas por problemas não corrigidos a tempo. A Revisão Automotiva é  um investimento em qualidade, segurança e economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *