O que fazer com o veículo depois de uma enchente

Revisão Automotiva: como e quando fazer
Revisão Automotiva: como e quando fazer
4 de março de 2021
Saiba 5 serviços que podem ser desnecessários em uma revisão na oficina
Saiba 5 serviços que podem ser desnecessários em uma revisão na oficina
18 de março de 2021

O que fazer com o veículo depois de uma enchente

O que fazer com o veículo depois de uma enchente

Imprevistos, emergências e incidentes estão presentes e podem acontecer com qualquer indivíduo, mesmo com todos os cuidados e cautela. São  fatos que muitas vezes podem vir por ações incontroláveis, de maneira natural (em relação a incidentes de causas naturais como enchentes, terremotos, raios,  entre outros), e de maneira acidental, como incêndios, furtos, ou causado por terceiros. 

De qualquer forma, são cotados de causarem algum problema ou  emergência, independente dos cuidados, sendo um dos principais motivos para  a contratação de seguros atualmente. 

A contratação de seguro para veículos é uma maneira de possuir  indiretamente um controle por parte do proprietário, um “fundo de emergência” para situações que podem sair do controle e do planejamento do mesmo. 

Muitas  dessas situações podem ocasionar desde um pequeno conserto, até uma perda  total, podendo solicitar um pequeno valor na oficina, até a necessidade de  investir em um novo veículo. Independente, não tem como controlar e podem causar uma surpresa inesperada.  

Um dos fatos mais desesperadores para essa contratação de seguro, são em situações nas quais o veículo está em um ambiente ou espaço propício, ou mesmo já inserido no incidente (enchentes), advindos dos alagamentos em cidades gerados como um fenômeno comum na natureza ou podendo ser  intensificado por atitudes humanas. 

Com isso, ou de forma inesperada, os riscos tendem a se intensificarem em algumas localidades, principalmente cidades grandes, populosas e extremamente urbanas, reforçando quando é um município sem apoio de natureza, como árvores e flora no geral e também por descaso e ausência de atenção por parte da prefeitura. 

Principais geradores de enchentes 

Como foi dito anteriormente, as enchentes possuem duas causas básicas, que consequentemente possuem suas causas indiretamente e diretamente relacionadas. Pode ser advinda de causas naturais, em localizações nas quais  fazem “fronteira” ou possuem rios inseridos na cidade. 

Em áreas planas, os rios possuem dois espaços (denominados leitos) para “permanecer”, um menor e principal (por onde a água corre e permanece na maior parte do tempo), e um maior e complementar (que fica “cheio” apenas em períodos de muita chuva). 

A outra situação que pode gerar enchentes, são causadas por atividade humana, ou seja, a interferência da população e do governo. O principal caso é o mal uso do espaço urbano, seja pela poluição excessiva (causados pela  população e pela coleta incorreta dos resíduos sólidos) que em uma situação de acúmulo, podem prejudicar o curso natural das águas da chuva, gerando enchentes. 

Ou podem ser ocasionadas pela falha no funcionamento do sistema de drenagem, responsabilidade do governo. É importante sempre lembrar-se  que a natureza, mais precisamente a flora, é capaz de auxiliar no controle de chuvas excessivas, como uma forma de “conte-la”. 

Como proteger o veículo das enchentes? 

Não há uma maneira 100% eficaz de proteger veículos das enchentes, uma vez que trata-se de um incidente natural e diretamente controlado pelo homem, algumas localidades sempre estão propícias a sofrerem esse incidente em determinadas épocas do ano, então neste caso, a opção mais viável não para evitar as enchentes (retirando os fatores de evitar poluição e cobrar controle  do Estado), mas como uma forma de proteção, garantia e apoio em situações de  enchentes, são os seguros. 

O seguro é um contrato de serviço que uma empresa disponibiliza serviços e indenizações para emergências e acidentes para seus clientes, no qual deve ser baseado em uma quantia de pagamento mensalmente ou  semestralmente, além de claro, possuir uma apólice (contrato) para validar todos os pagamentos, regras, atendimentos e serviços que serão realizados pela empresa. 

É uma forma que os motoristas possuem para proteger seu patrimônio, terem um apoio e uma base em situações de emergências, para desde pequenos consertos até perda total, tudo depende do que for solicitado pelo cliente. 

O que fazer com o veículo depois de uma enchente? 

Situações de enchentes são desesperadoras e podem causar pânico para  obter uma solução. Mas, é necessário manter a calma, analisar o contexto e as possibilidades para solucionar o problema. 

Primeiramente é aguardar o nível da água diminuir, para evitar qualquer risco, ou acidente pior. Com o nível da água  baixo, de modo que a circulação de pessoas seja possível, é o momento de acionar os serviços necessários. 

Em caso de não possuir a contratação de uma seguradora, todo o serviço deverá ser arcado pelo próprio proprietário, ou o mesmo realizar o pagamento de profissionais para realizá-lo. 

Desde a retirada do veículo, até todo o conserto, ou em casos extremos, até a definição de uma perda total do veículo. É uma  situação que foge do controle e pode ser muito prejudicial ao proprietário caso o mesmo não obtenha a contratação de um seguro para veículos. 

Mas, em uma situação no qual o proprietário do veículo possui o contrato de um seguro, é o momento de acioná-lo. É importante se atentar no contexto  da enchente, lembre-se que o seguro só irá cobrir enchentes e alagamentos que  foram gerados de maneira natural, ou seja, involuntária, sem a influência do motorista e família. 

Com isso, basta aguardar o nível da água diminuir, a situação da enchente ser controlada (para evitar incidentes piores) e acionar o contato da sua seguradora contratada. 

A mesma irá analisar a situação, realizar o serviço de conserto ou de análise do grau da perda e após a confirmação dos fatos  (enchente natural) e burocracias resolvidas, a indenização pode ser oferecida,  ou a oficina disponibilizada para conserto (com o pagamento feito pelo seguro).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *